São Paulo responde por quase metade dos RRTs emitidos no Estado

Vista de São Paulo

A região administrativa da capital paulista respondeu por quase metade dos RRTs emitidos no Estado. Imagem:Pixabay.

Em 2015, a capital paulista concentrou 42,9% dos RRTs (Registros de Responsabilidade Técnica) emitidos no Estado de São Paulo, conforme levantamento feito pelo CAU/SP.

Foram contabilizados 341.122 RRTs no ano passado. A região administrativa de Campinas (12,2%) está em segundo lugar em volume de emissões. Já Ribeirão Preto e ABC respondem por pouco mais de 7% cada do total de RRTs emitidos no Estado.

Pela legislação do CAU/BR, cada atividade exercida por um profissional de Arquitetura e Urbanismo deve ser documentada por meio de um RRT emitido por meio do Sistema de Informação e Comunicação do CAU (SICCAU), tornando esse indicador um meio acurado de monitorar a atividade da profissão.

Os dados desse levantamento mostram ainda que as regiões de Presidente Prudente (1,8%) e Mogi das Cruzes (2,6%) tiveram a menor quantidade de RRTs emitidos.

É possível identificar ainda uma concentração dos arquitetos nas mesmas atividades, considerando todas as 11 regiões administrativas considerados pelo CAU/SP – Ribeirão Preto, ABC, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Campinas, Mogi das Cruzes, São José dos Campos, Santos, Sorocaba, Bauru e São Paulo.

Projeto e Execução predominam

As atividades identificadas como Projeto (46,4%) e Execução (32,2%) representam quase 80% do total de registros de responsabilidade técnica contabilizados no Estado, ainda segundo o levantamento do CAU/SP.

A distribuição dessas atividades se diferencia por região: em Ribeirão Preto (55,3%), São José do Rio Preto (55,3%) e Bauru (56,2%), quase 60% dos RRTs emitidos são relativos a Projeto. Na região administrativa da capital, esse item é inferior a 40%.

Algumas atividades se destacam pela representatividade: o item Arquitetura de Interiores, considerando os RRTs emitidos nas categorias de Projeto e também Execução, respondeu por 8,3% dos registros de responsabilidade técnica contabilizados.